Aberto ciclo formativo do Sistema Nacional de Formação  2021

  •   Qui, 10 de junho de 2021, 1:02
  •   45 Views
  •   0
  •    

A ministra da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, Teresa Rodrigues Dias, procedeu, hoje, na província do Cunene, a abertura do ciclo formativo 2021 do Sistema Nacional de Formação Profissional.

Sob o lema, “qualificar para promoção da empregabilidade”, o Sistema Nacional de Formação Profissional conta, para o presente ciclo, com 1099 centros de formação profissional, dos quais, 156 públicos, 908 privados e 35 de outros organismos.

Inscritos 58 mil e 692 formandos

No presente ciclo, os Centros tutelados pelo INEFOP inscreveram um total de cinquenta e oito mil seiscentos e noventa e dois  (58 692) formandos, dos quais,   quarenta e tres mil quatrocentos e oitenta e dois (43 482) homens e quinze mil duzentas e dez  (15 210) mulheres.
Estão ainda matriculados, para o ciclo formativo 2021, um total de vinte e um mil e sessenta e dois (21 062), formandos, sendo dezasseis mil e catorze (16 014) homens e  cinco mil e quarenta e oito (5 048) mulheres.

Por outro lado, ao longo do presente ciclo serão realizadas formações nas diferentes modalidades formativas inicial e continua, com realização de cursos de curta, media e longa duração, respectivamente de 125, 250 e 500 horas.

Grelha formativa com 300 especialidades

Já a  grelha de cursos do sistema contempla actualmente mais de 300 especialidades.
Para a frequência dos cursos de formaçao contínua, que visam o reforço das competências dos cidadãos que já se encontram inseridos no mercado de trabalho, estão matriculados um total de quinhentos e trinta  (530) jovens, sendo (443) homens e oitenta e sete (87) mulheres, nos cursos ministrados no Cinfotec Talatona, Cinfotec Rangel e no Centro de Formação Profissional de Construção Civil (CENFOC), na Província de Luanda.

Testemunharam ao acto de abertura do ciclo formativo  o vice-governador do Cunene, Apolo Ndinoulenga, o director do Gabinete de Quadros do Presidente da República, Edson Barreto, o secretário de Estado para o Trabalho e Segurança Social, Pedro Filipe e directores nacionais do MAPTSS.

Fonte: GTICI / MAPTSS

Este poste foi útil para si?

Deixa o seu comentário!


Translate »