Incubadora recruta mais empresas

  •   Qui, 25 de outubro de 2018, 11:38
  •   511 Views
  •   0
  •    

O Instituto Nacional de Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas (INAPEM) reabriu ontem, em Luanda, as candidaturas para a incubadora de empresas das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC).
Com o concurso, que vai na terceira edição, o INAPEM procura seleccionar dez empresas em fase inicial, com o objectivo de proporcionar espaço, serviços e conhecimento para o seu crescimento.
Os candidatos devem ter algumas características, como ser de nacionalidade angolana, com capacidade de execução e disposto a aprender, ensinar e integrar-se numa comunidade dinâmica e criativa.As empresas devem ter modelo de negócio inovador, com menos de três anos na área das Tecnologias da Informação e Comunicação em fase piloto, ou operacional; deve ter um produto ou serviço com potencial forte de crescimento, com actividade lucrativa. As inscrições são feitas online a partir de ontem e vão até ao dia 20 de Setembro.A administradora do INAPEM, Ruth Citas, disse que, tal como nas edições anteriores, pretende-se capacitar os seleccionados e apoiar os empreendedores de forma a dimensionarem os seus negócios e torná-los mais competitivos e relevantes.

Ruth Chitas referiu que o Governo acredita no potencial do empreendedorismo, na transformação da economia do país e, por isso, a incubadora TIC do INAPEM está empenhada em promover a diversificação económica e fortalecer o empreendedor jovem das pequenas e médias empresas (PME) com foco para as TIC.
A iniciativa conta com a parceria da petrolífera Cabinda Gulf Oil Company Limited (Chevron Angola). O suporte da implementação do projecto está a cargo da empresa de consultoria Entrepreneurial Solutions Partners ( ESPartners).
Manuel Mingas, director de política, relações públicas e governamentais da CABGOC informou que a parceria baseia-se no fornecimento de informação e adequar o homem a ferramentas que possam torná-lo competitivo, com melhores capacidades e mais profissionalismo.

“O foco da CABGOC está em apoiar as empresas locais a tornarem-se competitivas, na educação e na saúde, com o compromisso de alinhar as prioridades do Governo angolano”, referiu.
A incubadora é uma iniciativa do INAPEM que visa fortalecer e apoiar empreendedores promissores no sector das Tecnologias de Informação e Comunicação, atribuindo as capacidades necessárias para executar negócio inovador, sustentável e bem sucedido.

Desde a inauguração a 6 de Março de 2015, a comunidade da incubadora recrutou 20 empresas e criou mais de 30 novos empregos. Três websites lançaram para venda produtos angolanos a nível internacional, com clientes nos Estados Unidos.
Um dos empresários que participaram na incubadora forneceu acesso à internet a 15 comunidades na província do Namibe e mudou a vida de cerca de 12 mil habitantes.

Três empresas jovens que também participaram na incubadora foram reconhecidas em competições nacionais e internacionais em feiras de inventores, o que motiva o Instituto Nacional de Apoio às Pequenas e Médias Empresas a continuar a apoiar as PME que se encontram no processo de incubação e recrutar outras empresas notáveis.

Fonte:

Este poste foi útil para si?

Deixa o seu comentário!


Translate »